O Bolsa-família foi criado originalmente por FHC e a Estabilização da Economia, que permite vida melhor e MELHOR RENDA aos brasileiros mais pobres
é OBRA DE ITAMAR E FHC!

- O que não se perdoa ao Presidente FHC é o seu Sucesso! -

Aos Blogueiros Decentes
Ainda que teus passos pareçam inúteis, vai abrindo caminhos,
como a água que desce cantando da montanha. Outros te seguirão...
(Saint-Exupéry)


21 de janeiro de 2010

"Jogo rasteiro"! Quem faz?

http://www.estadao.com.br
BRASÍLIA - Na reunião ministerial que lançou oficialmente seu último ano no governo federal, o presidente Lula orientou seus ministros a não entrarem no "jogo rasteiro da oposição".

Como é que pode?
Só lembrando das orientações de hitler, no manual do demagogo, é possível entender uma afirmação assim.

Na minha opinião:
Um presidente que, entre muitas atitudes absurdas (estas são apenas algumas)...

- conta piada de viado em Pelotas RS
- fala em ponto G para o presidente americano em público
- aparece mijando em público
- aparece mijado em solenidade oficial
- em reunião ministerial chama de "babaca" quem crítica a exposição eleitoral antes que a Lei permita
- bate recordes de inaugurações de "pedras fundamentais"
- bate recordes de viagens improdutivas
- afirma que o grotesco chaves é democrata
- interfere em Honduras acobertando o preposto de chaves na embaixada de todos os brasileiros, sem que abale a Força e a Inteligência dos hondurenhos.
- Se auto-intitula o "garanhão de Garanhuns", expondo a primeira dama
- sempre afirma que respeita o simples e o humilde, mas na triste "quebra do sigilo do caseiro", se refere ao Digno Francenildo, com as palavras:
- "Ora, eu acredito no ministro e não no... "simples" caseiro"!

- vem tentando calar a imprensa desde que entrou no governo
- lança com pompa, para solucionar os problemas do mundo, e comonuncantesnessepais, fome-zero, biodiesel, pac, minha casa (e outros que tais), que continuam estéreis e sem resultados razoáveis (pela magnitude do lançamento)...

E é a oposição que faz o "jogo rasteiro", né?


Poooooooooorra!

Nenhum comentário: