O Bolsa-família foi criado originalmente por FHC e a Estabilização da Economia, que permite vida melhor e MELHOR RENDA aos brasileiros mais pobres
é OBRA DE ITAMAR E FHC!

- O que não se perdoa ao Presidente FHC é o seu Sucesso! -

Aos Blogueiros Decentes
Ainda que teus passos pareçam inúteis, vai abrindo caminhos,
como a água que desce cantando da montanha. Outros te seguirão...
(Saint-Exupéry)


26 de abril de 2013

Lucidez do torcedor São-Paulino

Amigos, fico mais feliz ao ler um comentário desse nível, especialmente em se tratando do futebol, motivador de paixões.
Encontrei o texto no site
www.sãopaulofc.com.br

Retrata EXATAMENTE o que penso a respeito do "uso" que os "cartolas" fazem do esporte e fazem TODA UMA TORCIDA motivo de chacota e desprezo por todas os outras.
Parabéns ao autor Rodrigo Borges (que não conheço)!
Todos os torcedores deveriam ter essa lucidez.
Ao texto:

"Não percebi, e confesso que muitas vezes me deixei levar.


Sim, amigo tricolor, talvez você também tenha utilizado este adjetivo.
“O SOBERANO”

Seria absolutamente normal se este apelido viesse das arquibancadas, até por que nós podemos, comemorar, conversar, discutir, descontrair com amigos sobre o futebol, seja entre São Paulinos ou rivais.
Faz parte do futebol, isto é entretenimento.

Agora para uma gestão profissional, tem que ser composta de muito soberba, e ter muito EGO, para trocar um slogam simpático “Time da fé”, para o arrogante “Soberano”.
E só agora me dei conta disto, assistimos filmes, falamos para amigos, e não tinha caído a ficha.

E esta troca, “quase um novo posicionamento de mercado”, ocorreu por muitos e muitos anos, e foi minando uma imagem que tínhamos do “time do BEM”, o time em que todos se simpatizavam, mesmo com inúmeros títulos conquistados pelo São Paulo.

Só foram se dar conta da besteira que fizeram, quando ficamos anos sem ganhar títulos, parados no tempo, e vendo o Corinthians dar um banho no Marketing.

Enquanto isso no “Reino” de nossa Diretoria tudo é dourado, como se fossem Lords Dinamarqueses no meio a alguns países Africanos.

É antagônico vermos o atual presidente do rival e outros caciques se reunindo para conversar sobre tabelas, regulamentos, e outros assuntos, enquanto isso nosso presidente não se sente comum, e envia Adalberto Batista para representá-lo, como conversar com outros do mesmo posto seria se rebaixar.

Esta não é a primeira vez. Em várias reuniões, em que a mídia divulga os encontros, dificilmente há o presidenciável são paulino entre os presentes.

Assim também ocorreu no episódio desta semana sobre o aliciamento da categoria de base. Não discuto o mérito do assunto, visto que não tenho conhecimento para tal.

A questão é mais simples, por que não foi enviado um representante da diretoria para expor a opinião do clube? Neste caso não precisaria nem do presidente, só bastava o Adalberto que hoje acumula esta função.
Não foi. E muito menos falou sobre o assunto quando poderia.

E depois do boicote de uma série de clubes, vem a público o Adalberto Batista dizer que o Vasco não tem papel higiênico no CT.
Quem somos nós para dizer o que tem, e o que não tem no local de trabalho dos outros?

Não é por acaso que o São Paulo é atualmente odiado por todos, juízes, dirigentes, tribunais, cartolas e adversários.

A soberba desta diretoria não retrata a humildade de jogadores que envergaram o manto sagrado como Zetti, Rai, Cafú, Dario Pereira, dentre tantos outros.

Estão acabando com toda a história de FÉ e simpatia que nosso time cativou o Brasil e o mundo em toda sua história, misturando o futebol arte, com a humildade de pessoas simples e trabalhadoras.

Até a década passada, nós ganhávamos muitos títulos, recebíamos muitos elogios e se gabávamos pouco, deixava para o reconhecimento do adversário e a imprensa, ou no máximo para torcida do time, que, diga-se de passagem, nem precisava de soberba, tanto era o reconhecimento dos adversários.

Hoje, não ganhamos títulos, estamos atrás em aspectos políticos, de marketing e dentro de campo, e ainda sim, temos uma diretoria que adora menosprezar os adversários, e se gabar de “seus feitos”.

Pra mim fica claro que esta diretoria que hoje representa o São Paulo desperta o ódio em todas esferas esportivas, e confederações, e não é por acaso, a nossa diretoria faz por onde, e pra mim isto acaba refletindo no elenco.

Precisou o Mito esbanjar raça na preleção para buscar dentro de cada um dos jogadores, o que há de verdadeiro no São Paulo, a FÉ, a humildade, simplicidade e trabalho.

O São Paulino não reconhece esta arrogância que esta diretoria representa.

O São Paulino quer de volta o São Paulo verdadeiro, aquele que admira e sabe ser admirado, mas NUNCA vai menosprezar pessoas, instituições ou posições.

Por que o São Paulo não é “melhor que ninguém”.

Somos somente o SÃO PAULO FC.
E para nós, ISSO É TUDO!

E você tricolor? Acha que esta diretoria representa bem o nosso time? Quem deveria assumir a presidência?"

(Rodrigo Borges)

18 de abril de 2013

Quanto vale a competência, sem "usar" a boa fé em uma amizade?

Aconteça o que acontecer nos próximos jogos entre o Atletico Mineiro, melhor time da Libertadores 2013, e o São Paulo, desacreditado pelos desméritos anteriores e classificado no limite, com muita luta, nada fará mudar minha opinião.
Segundo jogo Atlético MG x São Paulo - Libertadores 2013.

A meu ver, já escolado e experiente com as atitudes de "amigos"... a BOA-FÉ DA AMIZADE foi utilizada com cautela por Rogerio Ceni, no segundo jogo com o Atlético Mineiro, em relação ao amigo Ronaldinho.
Desta vez valeu apenas a competência, apesar de Ronaldinho "levar o jogo apenas como treino e como diversão" (palavras proferidas, em alto nível, com puro menosprezo por Ronaldinho).
Os torcedores em geral e o espírito esportivo...NÃO FORAM ENGANADOS.

Na minha opinião qualquer vitória deve ser conquistada pela competência e não pela "mutreta"
E na minha opinião houve a MUTRETA no primeiro jogo, com a "história" da água, buscada por Ronaldinho no gol do "amigo" Rogerio Ceni, SAINDO BEM PRÓXIMO DO SEU BANCO DE RESERVAS).
Desta vez houve apenas COMPETÊNCIA!
E pela competência, apesar do Atletico ser o melhor time da Libertadores (merecidamente), deu São Paulo.
Repito:
Não gosto se meu time de coração vence pela "Esperteza", pela "Maracutaia"!

Hije há um bom sentimento pela "vitória".

Hoje, haveria um bom sentimento, também pela derrota, em razão da dedicação, luta e competência.
SEM MUTRETA!
Há o sentimento de superação ao adversário, pelo mérito e pela luta.
Há o sentimento da justiça decorrente da Luta e da Competência.

Repito:
PRECISAMOS ELIMINAR A MARACUTAIA EM TODOS OS SETORES NO BRASIL!
Inclusive no esporte.
Precisamos evitar o aproveitamento da "ESPERTEZA" PELA BOA-FÉ DOS AMIGOS.

Não aceito, apesar do infindável e inesgotável exemplo dos (desculpem o termo) "políticos", que qualquer "vantagem" impressione e favoreça o uso da "Esperteza" e da "Maracutaia", DESDE QUE LEVE A... "vitória"!
Que... "vitória"!


E renovo minha afirmação que, a mim, pouco importa se a maioria aceita "o fim justificando os meios" e aceita o "vale tudo" para chegar a "vitória".

Sou saopaulino e ainda me incomoda o gol do Leivinha, do Palmeiras, anulado injustamente por Armando Marques (a favor do São Paulo), que tirou o Título Estadual do Palmeiras, lá pela década de 70.


Não vou aceitar a "Esperteza" e a "Maracutaia", de qualquer instituição política, religiosa ou seja lá de quem for, a favor do meu time de coração ou de qualquer adversário, ESPECIALMENTE QUANDO USADA AO APROVEITAR A BOA-FÉ DE AMIGOS ADVERSÁRIOS... para "vencer".

Que aprendam os atletas que utilizam a "Esperteza":
Atletas são exemplos para milhões de jovens.
Que exemplo nos deu (E AOS JOVENS!) Ronaldinho Gaucho, ao aproveitar a BOA-FÉ do seu AMIGO, Rogério Ceni, para conseguir vantagem e sua "vitória" no primeiro jogo?

Espero que o exemplo de IM(P)UNIDADE na política e a "Esperteza" deixem de ser um caminho para a... "vitória".


Ai, só valerá o mérito e a competência!
Como hoje!
Deu São Paulo!
E se o Atlético eliminar o São Paulo na próxima fase, que seja por Mérito!
SEM MUTRETA!

2 de abril de 2013

Parabéns Palmeiras! Mostrou que o gatinho é gatinho, digo, que o Tigre é gatinho!

Hoje o Palmeiras jogou pela Libertadores com o gatinho, digo, Tigre (que só joga dando porrada).
E foi inteligente o Palmeiras!
Fez apenas 1 gol no primeiro tempo e liquidou no segundo tempo com mais 1.
Se o Palmeiras tivesse marcado logo 2 no primeiro tempo...
o gatinho, digo, Tigre (que só sabe jogar com porrada) teria arrumado alguma briga com seguranças no vestiário e não voltaria para o segundo tempo!

E a tal da conmebol...????
Afirma que quer tornar os confrontos sulamericanos respeitados pelo FUTEBOL...
MAS NÃO VÊ O QUE TIMES COMO O gatinho, DIGO Tigre (QUE SÓ JOGA NA PORRADA), que fazem em campo.